Célula de Inclusão Produtiva – CIP (Inclusão Social)

 

1. Desenvolver ações de inclusão social e produtiva, prioritariamente para pessoas em situação de vulnerabilidade social, com foco na geração de oportunidades de trabalho e renda, articuladas com os programas federais e estaduais.

 

2. Identificar nos territórios as demandas de empregabilidade e serviços, objetivado articular ações específicas para atender tais demandas.

 

3. Promover a descentralização e interiorização das ações de inclusão social e produtiva, viabilizando oportunidades de acesso à população em situação de vulnerabilidade, pela condição de pobreza e exclusão social, em todas as regiões do Estado.

 

4. Promover a integração das ações de inclusão social e produtiva com as políticas públicas de Educação, estimulando a elevação da escolaridade.

 

5. Estimular o pensar coletivo para a definição de estratégias a serem adotadas nos processos de ensino aprendizagem que atuem como promotoras da inclusão social.

 

6. Orientar as OSCs selecionadas para execução das ações de formação inicial e continuada, no cumprimento das diretrizes e metodologia de execução adotada.

 

7. Possibilitar a participação dos trabalhadores que demandam o Sistema Público de Emprego, por meio das Unidades de Atendimento do SINE/CE-IDT, nas ações de inclusão social e produtiva da SPS.

 

8. Desenvolver programas e projetos de inclusão social e produtiva visando a inserção de jovens no mundo do trabalho, em especial os oriundos da escola pública, através de atividades de ensino-aprendizagem que aliam a teoria do curso à prática na empresa.

 

9. Viabilizar projetos e ações de inclusão social e produtiva, no intuito de contribuir para a ampliação das oportunidades de emprego e renda, com foco na redução da pobreza, combate à discriminação e à vulnerabilidade de segmentos populacionais.

 

10. Monitorar e avaliar sistematicamente as ações e resultados dos projetos de inclusão social e produtiva em execução, no intuito de priorizar as ações que apresentam maior impacto social e melhores resultados econômicos, no âmbito da inclusão produtiva.

 

11. Assegurar as adequações necessárias para a aprendizagem de pessoas com deficiência.

 

12. Promover a edição, revisão e atualização das Matrizes Curriculares dos Cursos de Formação Inicial e Continuada.